Quer saber qual é o segredo de uma boa redação?    
como aprender português

 

Quem dirige só com o GPS ligado sabe o que eu vou dizer: quando sai sem ele, fica desnorteado; parece que está andando em outro planeta.

Para você que, na hora de escrever, fica na exclusiva dependência do corretor automático do software de texto do computador, vai sentir-se perdido quando não o tiver.

A acentuação correta das palavras é uma das ações mais ignoradas por quem digita; a pessoa esquece-se de que, no dia de uma prova, será só ela, o papel e a caneta.

A acentuação errada pode causar vários inconvenientes; um deles é mudar o sentido da palavra.

Outro é levar às terríveis silabadas, que é pronunciar as palavras com o acento no lugar errado, de modo a fazer qualquer um parecer mal informado.

Para que você não passe por isso, este artigo traz um guia completo com as regras de acentuação gráfica, organizado de forma didática e simples, já com o novo acordo ortográfico.

Você ainda verá as regras de separação de sílabas (ignoradas por todos), o que de fato são sílabas tônicas e átonas, como saber diferenciá-las, como pronunciar certas palavras que causam confusão e muito mais!

Está imperdível… Continue comigo!

O que você precisa saber sobre acentuação

regras-de-acentuacao-grafica-01

Antes de conhecer as regras de acentuação gráfica, é importante mencionar que há dois tipos de acento: o tônico e o gráfico (diacrítico).

O acento tônico das palavras ocorre em vocábulos tônicos independentemente de haver acentuação gráfica.

A palavra “osmose”, por exemplo, é tônica porque possui uma sílaba pronunciada mais forte, a sílaba “mo”, que apresenta acento tônico, mas não gráfico.

Há, porém, casos em que a sílaba é tônica e é acentuada graficamente. Exemplo: “móvel”.

Isso acontece porque, se comparadas à maioria, algumas palavras apresentam terminações mais incomuns e precisam ser marcadas com algum sinal para diferenciá-las.

Para citar os exemplos acima, é mais comum encontrar palavras paroxítonas terminadas em “e” do que em “l”.

Seguindo essa lógica, a maioria das palavras da Língua Portuguesa não exige o acento gráfico, cerca de 80%, segundo estimativas.

Duvida? Pegue um texto qualquer e conte quantas palavras são acentuadas graficamente e quantas não, e você confirmará o que estou dizendo.

Bom, mas para acentuar corretamente as palavras é preciso cinco habilidades (nesta ordem):

  • Identificar se o vocábulo é tônico ou átono
  • Separar as sílabas
  • Localizar a sílaba tônica
  • Classificar os vocábulos (em oxítono, paroxítono e proparoxítono)
  • Conhecer as regras de acentuação gráfica.

Para resolver o item 3, eu costumo usar uma artimanha, quando estou em dúvida: “chamo” mentalmente a palavra como se ela estivesse distante, e eu precisasse gritar. Exemplo:

Com a palavra “osmose” eu descobriria chamando assim: “osmoooooooose”; logo, a sílaba tônica está no “mo”.

A palavra “móvel” ficaria assim: “móóóóóóóóvel”. Assim fica mais fácil, não acha?

Agora vamos ver o item 1, como saber identificar se o vocábulo é tônico ou átono.

Como diferenciar sílabas tônicas de átonas

regras-de-acentuacao-grafica-02

As sílabas tônicas têm a pronuncia mais forte em uma palavra; as que têm a pronúncia mais fraca são chamadas átonas.

Leia também:
Português Prático: O Melhor Curso de Português Online da Atualidade

Porém nem todas as palavras possuem sílabas tônicas; as palavras que possuem, são chamadas de tônicas, as que não possuem, são chamadas de átonas.

É importante saber quais palavras são átonas, pois elas não são acentuadas.

São poucas e, em geral, monossílabas (vocábulos compostos por uma sílaba).

Veja algumas técnicas (que se aplicam à maioria dos casos) para descobrir se a palavra é átona:

  • Modificação da vogal final ao pronunciar: enquanto os vocábulos tônicos não mudam a pronúncia, os átonos tendem a mudar.

Exemplo:

  • Átono: “De mim, ninguém tira nada!”.

O “de” é átono e pode, dependendo da região, ser pronunciado como “di”.

  • Tônico: “ a César o que é de César”.

O “de” é tônico e não pode sofrer alteração na pronúncia.

  • Ausência de sentido ao ser isolado: as palavras tônicas possuem sentido quando isoladas de um contexto; as átonas, não.

Exemplo:

“Correu uma mão maliciosa pelos pelos do meu peito”.

  • Átono: o primeiro “pelos” da frase, que, fora dela, não tem nenhum sentido
  • Tônico: o segundo “pelos”, que continua com o significado de “cabelos” se isolado da frase.

São vocábulos átonos:

  • Artigos: a, as, o, os, um, uns
  • Alguns numerais: um, três, cem
  • Alguns pronomes: este, meu, cada, ele, eu, que, quem, me, se, vos
  • Algumas preposições: a, de, em, com, por, sem, sob, para
  • Algumas conjunções: e, nem, ou, mas, que, se, como

Após identificar se a palavra é tônica ou átona, é preciso saber separar as sílabas corretamente.

Como fazer a separação de sílabas corretamente

regras-de-acentuacao-grafica-03

É impossível saber colocar o acento gráfico em uma palavra sem conhecer bem a separação de sílabas.

Por isso, segue uma tabela com as todas as regras:

SEPARAÇÃO DE SÍLABAS

Sílaba é um som ou uma reunião de sons que são pronunciados em uma única emissão de voz.

A divisão de qualquer palavra é assinalada pelo hífen e faz-se pela soletração. É preferível, quando se escreve à mão, passar a vogal para a linha seguinte a deixá-la isolada na linha anterior.

VOGAIS

 

Separam-se

1.  As vogais dos hiatos: voar, poei-ra, miú-do, ciú-me, triun-fo, ins-truo

2.  As vogais idênticas: caa-tin-ga, coor-de-nar, friis-si-mo etc.

Não se separam

1.  As vogais dos ditongos, nem dos grupos em que haja a vogal u nos dígrafos qu, gu: neu-tro, nai-pe, rei-na-do, i-gual, i-guais, cir-cui-to, coi-ta-do etc.

2.  As vogais dos ditongos crescentes finais átonos: his-tó-ria, ar-má-rio, es-pé-cie etc.

CONSOANTES

Separam-se

1.  A consoante simples quando é pronunciada com a vogal que vem na sequência: que-ri-do, ca-ro, si-nô-ni-mo, i-no-pe-ran-te, de-sen-ga-nar, de-sa-gra-do, de-sen-vol-ver, de-si-lu-são, e-xas-pe-rar etc.

2.  Os grupo de consoantes não separadas por vogal no início da frase: gno-mo, pneu-má-ti-co, mne-mô-ni-co etc.

3.  Os grupos de três ou mais consoantes (quando houver s, ficará na sílaba anterior): obstru-ir, de-monstrar, resplen-dor, su-persti-ção, cir-cunstân-cia, instru-ir, consti-tu-i-ção, perspi-cá-cia etc.

4.  As duplas cc, cç, rr, ss e sc: occi-pí-cio, sucção, prorro-gar, ressur-gir, a-do-lescen-te etc.

Não se separam

1.  A consoante simples quando é pronunciada com a vogal antecedente ou quando não é seguida de vogal: re-lu-tan-te, des-pre-sí-vel, com-ba-ten-te, col-mei-a, car-va-lho, tex-to, ab-di-car, ac-ne, op-ção, pig-meu, e-lip-Se, ad-Je-ti-vo etc.

2.  Duas consoantes se forem pronunciadas juntas, (nem as dos dígrafos ch, lh e nh): a-bra-sar, de-pre-ci-ar, a-che-gar, fi-lho, ma-nhã etc.

FIQUE ATUALIZADO!
Coloque seu e-mail abaixo para receber gratuitamente nossas atualizações
 

Após identificar se é tônico e separar-lhe a sílaba, é preciso saber classificar os vocábulos e aplicar as regras de acentuação gráfica aos 20% deles que realmente exigem o acento.

Regras de acentuação gráfica

regras-de-acentuacao-grafica-04

As regras de acentuação gráfica a seguir compilam as normas que abrange vocábulos com todas as quantidades de sílabas.

Estão divididos entre quando usar a acentuação gráfica e quando não usar. Além disso, incluem tanto palavras com acento circunflexo quanto palavras com acento agudo.

OXÍTONAS

O que são palavras oxítonas? São aquelas que têm a pronúncia mais forte (tônica) na última sílaba.

 

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

1.  Terminadas em a, e, o seguidas ou não de s: pá, pás, cajá, cajás, vatapá, vatapás, pé, pés, café, cafés, chaminé, chaminés, crê, crês, você, vocês, caxinguelê, português, só, sós, xô, avó, avós, avô, mocotó, mocotós etc.

2.  Terminadas em em, ens (se não for monossílabo): também, alguém, convém, convéns, parabéns, detém, detém-no etc.

3.  Os verbos ter e ver (e seus compostos) conjugados na terceira pessoa do plural do indicativo, levam o acento circunflexo: eles têm, eles contêm, eles vêm, eles convêm.

4.  Ô de pôr (verbo), para distinguir de por (preposição).

5.  Ê de quê (substantivo e interjeição) para distinguir de que (pronome); e porquê (substantivo) para distinguir de porque (conjunção).

VOGAIS TÔNICAS NÃO ACENTUADAS

1.  Terminados em i, u que não estejam acompanhados de outra vogal (exceto em gui ou qui), seguidas ou não de s: ri, ris, quis, caqui, caquis, consegui, Mandaqui, Parati, tu, nu. Nus, cru, crus, Botucatu, Caramuru, hindu, hindus, tatu, tatus etc.

2.  Terminados em consoante, exceto s: paz, arroz, sol, farol, cor, lazer, fax, Xerox, motim etc.

3.  Monossílabos terminados em em, ens seguidos ou não de s: tem, tens, vem, vens, quem, trem, trens etc.

PAROXÍTONAS

O que são palavras paroxítonas? São aquelas que têm a pronúncia mais forte (tônica) na penúltima sílaba.

 

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

1.  Terminadas em i, is, l, n, ps, r, us, x: açúcar, júri, táxi, lápis, grátis, útil, amável, hífen, elétron, bíceps, fórceps, éter, açúcar, bônus, vírus, Fênix etc.

2.  Terminadas em um, uns, ã, ãs, ão, ãos: álbum, álbuns, fórum, fóruns, órfã, órfãs, órfão, órfãos, bênção etc.

3.  Terminadas em ditongo oral: área, áureo, glória, imundície, ilusório, mágoa, água, vácuo, oblíquo, escrevêsseis etc.

4.  Ô (assento diferencial) do verbo pretérito pôde, para distinguir do verbo pode no presente. Já na palavra fôrma, para distinguir de forma, o acento é opcional.

VOGAIS TÔNICAS NÃO ACENTUADAS

1.  Terminadas em a, e, o: cabeça, aposta, mate, madame, escopo, pescoço etc.

2.  Prefixos terminados em i e r: arqui-inimigo, inter-helênico, super-homem, semi-histórico etc.

3.  Terminadas em em, ens: imagem, imagens, jovem, jovens, nuvem, nuvens, hifens, item, itens etc. Atenção: acentua-se hífen (paroxítona terminada em n), mas não se acentua hifens.

PROPAROXÍTONAS

O que são palavras proparoxítonas? São aquelas que têm a pronúncia mais forte (tônica) na antepenúltima sílaba.

 

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

1.  Todas são acentuadas: termômetro, metástase, econômico, física, máscara, cálculo, místico, estrábico etc.

HIATOS

O que são hiatos? São as separações de vogais nas divisões silábicas.

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

 

1.  Qualquer vogal que fique isolada na última sílaba, seguida ou não de s: juá, juás, Macaé, aí, caí, Tatuí, moí, Cambuí, contribuí, Piauí, contraí-la, distribuí-lo, Maceió, Alaô, baú, baús etc.

2.  I e u que fiquem isolados na sílaba em qualquer posição da palavra, seguidos ou não de s: baía, cafeína, caí, caída, aí, construíram, contraí-la, distribuí-lo, faísca, heroína, juízo, moído, país, ruído, ruíram, saíram, balaústre, conteúdo, reúne, saúde, saúva, viúvo etc

VOGAIS TÔNICAS NÃO ACENTUADAS

1.  I e u que fiquem isolados na sílaba que seja seguido por nh na sílaba seguinte: tainha, ventoinha, rainha, bainha, moinho etc.

2.  I e u que formem sílaba com qualquer letra que não seja s: adail, ruim, contribuinte, demiurgo, retribuirdes, saiu, juiz etc. Atenção: acentua-se juíza (porque o z inicia nova sílaba), mas não se acentua juiz.

3.  I e u antecedidos de ditongo: cauila, baiuca, feiura etc.

4.  I e u que se separem da vogal posterior (exceto em proparoxítonos. Ex.: estaríamos): pia, pie, riem, rio, pua, recue, sua, sue etc.

5.  I e u que se repitam: xiita, vadiice, sucuuba, auuva etc.

6.  Primeira letra dos grupos oo e ee: abençoo, enjoo, enjoos, perdoo, voo, voos, creem, deem, veem, leem etc.

DITONGOS

O que são ditongos? São as vogais que ficam juntas na separação de sílabas.

 

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

1.  Éi, éu, ói, no final da palavra, seguidos ou não de s: réis, anéis, bacharéis, céu, chapéu, chapéus, troféu, troféus, mói, anzóis, herói, heróis etc.

VOGAIS TÔNICAS NÃO ACENTUADAS

1.  Os ditongos ei, oi seguidos ou não de s, que não estejam no final da palavra: assembleia, estreia, ideia, apoio, arroio, heroico, joia etc.

2.  I e u dos ditongos iu, ui: atraiu, contribuiu, feriu, geriu, fui, Rui etc.

VERBOS

 

VOGAIS TÔNICAS ACENTUADAS

1.  A, e, o com pronome no final ou no meio do verbo separado por hífen: dá-lo, dá-lo-ia, trá-lo-á, qué-lo, movê-los, revê-los, descrevê-los, dê-se-lhe, fê-lo, pô-la, repô-lo-eis etc.

VOGAIS TÔNICAS NÃO ACENTUADAS

1.  I e u com pronome no final ou no meio do verbo separado por hífen: parti-lo, segui-lo, transmiti-lo, repu-lo etc.

→ Quer dominar de vez a Língua Portuguesa e nunca mais cometer erros tolos quando produzir um texto? Leia este artigo aqui!

Pronúncia recomendada de algumas palavras

regras-de-acentuacao-grafica-05

Você já deve ter ouvido alguém falando por aí: “Fulano bateu o récorde*” ou “Ganhou o Nóbel*”.

Na verdade, essas palavras não têm acento gráfico e a pronúncia delas dá-se de forma diferente.

Esse tipo de erro acontece muito comum no dia a dia.

Em razão disso, segue uma tabela com algumas palavras que não têm acento gráfico e das quais a pronúncia gera muita dúvida.

A vogal que precisa ser pronunciada com mais intensidade está em destaque:

Exemplos de palavras oxítonas:

  • cateter
  • condor
  • Gibraltar
  • Nobel
  • mister
  • ruim
  • ureter

Exemplos de palavras paroxítonas:

  • austero
  • avaro
  • ciclope
  • efebo
  • filantropo
  • ibero
  • inaudito
  • misantropo
  • pudico
  • recorde
  • rubrica

Exemplos de palavras com ditongo:

  • gratuito
  • fluido
  • fortuito

Exemplo de palavras com hiato:

  • aziago
  • cartomancia
  • epifania
  • juniores
  • maquinaria
  • necropsia
  • Normandia
  • quiromancia

Palavras que admitem dupla pronúncia:

  • acróbata / acrobata
  • alópata / alopata
  • ambrósia / ambrosia
  • boêmia / boemia
  • crisântemo / crisantemo
  • hieróglifo / hieroglifo
  • homília / homilia
  • Oceânia / Oceania
  • ortoépia / ortoepia
  • projétil / projetil
  • réptil / reptil
  • sóror / soror
  • transístor / transistor
  • xérox / xerox
  • zângão / zangão

Últimas palavras…

regras-de-acentuacao-grafica-06

 

 

Muita regra, não é?

Mas, para facilitar a sua vida, vou dar-lhe três artimanhas para que você jamais erre a acentuação de uma palavra.

1. A primeira é a tática da analogia, que funciona assim: você escolhe palavras de que conhece bem a acentuação e usa-as como exemplo para as outras, uma vez que a regra aplica-se a todas.

Vou mostrar o meu vocabulário básico de palavras que uso como referência:

Oxítonas:

  • terminadas em a: está
  • terminadas em e aberto: café
  • terminadas em e fechado: você
  • terminadas em o aberto:
  • terminadas em o fechado: avô
  • terminadas em em: alguém
  • com uma vogal isolada: país
  • terminadas em éu: céu
  • terminadas em éis: anéis
  • terminadas em ói: herói

Paroxítonas:

  • terminadas em i: táxi
  • terminadas em is: lápis
  • terminadas em l: móvel
  • terminadas em n: hífen
  • terminadas em ps: bíceps
  • terminadas em r: açúcar
  • terminadas em us: vírus
  • terminadas em x: tórax
  • terminadas em um: álbum
  • terminadas em ão: sótão
  • terminadas em ditongo: água
  • com i isolado: saída
  • com u isolado: saúde

2. A segunda tática é inventar frases com palavras que incluam as terminações nas suas letras ou o modelo de como são acentuadas:

  • Oxítonas:

Hiato, o herói de paletó, tem 1 troféu e 2 anéis.

  • Paroxítonas:

Que ru-ído, Ditongo vi-úvo! Psiu… Hum? Não, relaxe!

3. A terceira é a mais inusitada, que é criar uma música, como fez este “inventor”:

Depois de ler este artigo, você vai precisar escrever para exercitar a acentuação. E que tal praticar com técnicas perfeitas?

→ Leia este artigo para ver o método correto para escrever uma boa redação.

Espero que essas informações contendo as regras de acentuação gráfica tenham lhe ajudado de fato.

Se realmente ajudou, deixe um comentário e compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

Um abraço e até a próxima!

Referências:

  • ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Gramática metódica da língua portuguesa. 46 ed. São Paulo: Saraiva, 2009.
  • BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37 ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2009.
  • CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 3 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
  • LIMA, Rocha. Gramática normativa da língua portuguesa. 42 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.
  • NETO, Pasquale Cipro; INFANTE, Ulisses. Gramática da língua portuguesa. 3 ed. São Paulo: Scipione, 2008.
Você Também Vai Gostar:
Ebook Propostas de Intervenção Originais

Sobre o autor

É profissional de Letras, especialista em redação e profundo admirador da arte da escrita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próximo